Regresso às aulas: Como acalmar a ansiedade dos mais novos


Por muito que as crianças passem meses a fio a queixarem-se da escola, dos trabalhos de casa e do professor de Matemática, a verdade é que assim que chega o mês de setembro são 'invadidas' por uma tremenda ansiedade para regressar às aulas.

Esta ansiedade para voltar a uma rotina e para estar junto dos colegas de turma até pode parecer inofensiva, mas a verdade é que pode ser o espelho (ou o trampolim) para uma patologia crónica capaz de incapacitar o desenvolvimento e desempenho cognitivo e social da criança.

A ansiedade está longe de ser um problema exclusivo dos adultos. Como destaca a médica pediatra Susan Baer, especialista em distúrbios de humor e ansiedade, "as crianças e os jovens podem sentir muito stress e ansiedade no regresso à rotina", mas não só: a chegada dos testes, dos trabalhos e dos exames são outros momentos que podem desencadear um estado mais ansioso nos mais novos.

No que diz respeito ao regresso às aulas, diz a especialista em declarações ao site Kamloops This Week, que os pais devem começar por adotar uma rotina escolar mesmo antes do regresso às aulas, incluindo-se aqui a alimentação saudável e os horários de descanso.

Além disso, os pais devem ainda conversar com os filhos sobre os aspetos que mais os inquietam na escolha, ou seja, o que os pode perturbar e causar desconforto ou ansiedade, como uma simples ida ao quadro ou a apresentação de um trabalho em frente à turma.

Dar mais confiança à criança, destacando os aspetos em que é boa, e elogiar o desempenho que teve no ano letivo anterior são outros aspetos a ter em conta e que ajudam a atenuar a ansiedade sentida e, possivelmente, a controlar a ansiedade durante o ano letivo.