Primeiros dentes: quando surgem e qual a sua importância?

01-10-2018

O nascimento dos primeiros dentes é um marco no desenvolvimento do bebé, que acontece progressivamente até à idade adulta. Com os primeiros dentinhos a aparecer inicia-se uma nova fase com introdução dos primeiros alimentos sólidos, novas competências motoras (coordenação mão-boca) e sociais, com a integração do bebé na mesa com a família. Saiba o que esperar aquando do nascimento dos primeiros dentes e perceba porque são tão importantes.

Quando surgem os primeiros dentes?

Em geral, a erupção dos primeiros dentes temporários (ou "de leite") inicia-se entre os 6 e os 8 meses, sendo que as meninas são geralmente mais precoces. Os primeiros dentes a romper costumam ser os incisivos centrais inferiores (a meio da gengiva de baixo), seguidos pelos incisivos centrais superiores.

Assim, por volta do primeiro ano de vida, a criança deverá ter entre seis a oito dentes. Por volta dos quinze meses, surgem os primeiros molares e até aos vinte meses os caninos. Pouco tempo depois surgem os segundos molares. Assim, entre os dois anos e meio e os três anos de idade, os 20 dentes temporários já estarão presentes na cavidade oral.

Como saber quando estão para nascer os primeiros dentes e como podemos ajudar o bebé?

Alguns sintomas de que os dentes de leite estão a nascer são: nervosismo ou grande irritabilidade, salivação abundante, dificuldade em dormir e perda de apetite ou rejeição do biberão, pois as gengivas doridas podem provocar incómodo durante a mamada. Em alguns casos, poderá surgir febre.

Por instinto, o bebé tentará levar à boca tudo o que apanhar, na tentativa de atenuar a dor nas gengivas. Pode ajudar a criança através da utilização de mordedores gelados (que ajudam a anestesiar a área e a minimizar o desconforto) ou com gel.

Qual a importância da dentição temporária?

Os primeiros dentes são muito importantes, pois são a base para o correto desenvolvimento da cavidade oral da criança. A dentição temporária irá influenciar não só a sua saúde geral mas também o desenvolvimento motor e a estrutura orofacial que manterá em adulto.

Maus hábitos alimentares e de higiene e a não vigilância médica do desenvolvimento dos dentes têm consequências negativas a longo prazo, tais como falta de espaço nas arcadas dentárias, dentes mal posicionados e sobrepostos, e deficiências funcionais nas articulações ou músculos, entre outros problemas.

É importante que os pais tenham cuidados com a saúde e a higiene oral do bebé mal nasce o primeiro dente e é recomendável que escolham um dentista antes do primeiro ano de idade.

Chegou altura de levar o(a) seu(ua) filho(a) à primeira consulta? Marque já com a Dra. Teresa Torres, responsável pela área de Odontopediatria na nossa clínica.

Autoria: apclinicadentaria.pt