Levá-los no assento da frente? O mais tarde possível

25-05-2018

Crianças pequenas são especialmente vulneráveis a lesões graves quando estão viradas para a frente, pelo que a Academia Americana de Pediatria defende que, enquanto for possível, devem ir atrás. 

Os pais gostam de celebrar as conquistas dos filhos e ficam contentes quando essas conquistas são feitas antes do tempo previsto. Mais cedo, no entanto, nem sempre é sinónimo de melhor.

Quando falamos do lugar que a criança deve ocupar num automóvel, é mais seguro não precipitar as mudanças no modo como são transportadas. A Academia Americana de Pediatria defende que se mantenham as crianças o mais tempo possível no banco traseiro.

As mais velhas não devem passar do banco de trás para o da frente antes dos 13 anos de idade. Por outro lado, os assentos de segurança infantil, adequadamente utilizados, podem reduzir o risco de morte até 71%.

Se pensarmos nos mais pequeninos, este imperativo ganha ainda mais sentido; por isso, manter os miúdos voltados para trás o maior tempo possível é extremamente importante, uma vez que as crianças pequenas são especialmente vulneráveis a lesões graves quando estão viradas para a frente.

Fonte: lifestyle.sapo.pt