DECO diz que os colares de âmbar podem ser perigosos para os bebés


A entidade afirma, baseando-se em estudos internacionais, que as peças não ajudam a aliviar as dores das crianças.

Os famosos colares de âmbar que, supostamente, aliviam as dores dos bebés, sobretudo quando os dentes estão a crescer, pode ser perigosos para os miúdos. Quem o diz é a DECO, apoiando-se em vários estudos de instituições internacionais.

Segundo a Associação de Defesa do Consumidor, não há estudos que comprovem os benefícios que muita gente acredita que estes colares têm. Normalmente, são vendidos como um analgésico natural que liberta óleos e transmite algumas propriedades do âmbar para o corpo as crianças.

O que está provado há vários anos é que estes colares podem ser perigosos. Já em 2007 o Sistema Europeu de Alerta Rápido (RAPEX), defendia que o colar podia facilmente rebentar e a criança engolia as pedras de âmbar. Na altura, alertava-se para o facto de que os colares podiam ser tão perigosos como peças de brinquedos e os colares chegaram mesmo a ser retirados do mercado na Alemanha.