9 lições que todos os pais devem ensinar aos filhos (e servem também para nós)


Educar dá mesmo muito trabalho, juram a pés juntos os pais de qualquer parte do mundo. Como ajudar os nossos filhos a crescerem felizes? O que devemos ensinar-lhes? E, tão importante como isso: o que podemos aprender com eles?

A VIDA É UMA EXPERIÊNCIA

Não uma lição. Pensar em termos de experiências e de partilha com as pessoas que amamos torna mais fácil aceitar que aquilo que nos acontece - as coisas boas e as menos boas - são igualmente importantes para nos fazerem crescer como pessoas. Tudo serve de aprendizagem. E, em última análise, estamos onde devíamos estar: só temos de deixar a vida acontecer.

O CÉU NÃO É O LIMITE

A única fronteira é a imaginação. Haverá sempre quem lhe diga que não pode ser feito, não vai conseguir, a minar-lhe a confiança, por isso mais vale explicar desde logo ao seu filho que pode chegar onde quiser, sim, e alcançar tudo o que se propuser. Preocupar-se com o que os outros pensam é desperdiçar muita da energia que devia estar a pôr ao serviço dos seus sonhos.

MENTE ABERTA

Ensine as crianças a pensarem mais alto e maior do que elas mesmas, com confiança nas suas capacidades e abertura para aceitarem o desconhecido - é meio caminho para não se prenderem às frustrações que a vida, inevitavelmente, nos traz a todos. Ter a mente aberta significa ouvir opiniões diferentes das nossas, aprender com os erros, questionar o que nos rodeia e admitir o inesperado.

TUDO É TEMPORÁRIO

Razão mais do que suficiente para aprendermos a fluir com os altos e baixos da vida, em vez de nos apegarmos a marcos do passado e estagnarmos com ele. Tudo é transitório, mesmo tudo. Então, se as coisas correrem bem há que desfrutá-las. E se correrem mal, relativize porque também não vão durar para sempre.

ENCONTRA A TUA LIBERDADE

Ensine os seus filhos a pensarem pela sua própria cabeça e a perceberem que liberdade não é a ausência de limites ou restrições, mas conhecerem-nos e saberem agir dentro desse pressuposto. É a partir de um estado de equilíbrio interior, alinhado com os nossos valores, que seremos capazes de responder aos problemas com criatividade, independentemente das circunstâncias e das pressões externas.

O MEDO NÃO É REAL

Pelo contrário, é uma ilusão, quer se trate do medo da morte, do desconhecido ou do futuro. Somos condicionados a ter medo desde que nascemos, porém se o medo contribui para nos manter vivos também nos impede, muitas vezes, de tentar fazer algo novo. Explique ao seu filho que os perigos existem, mas são diferentes do medo - esse nasce no pensamento.

A DOR FAZ CRESCER

É uma parte essencial da vida, sem a qual não teríamos necessidade de mudar. Crescemos através das experiências mais difíceis, das derrotas mais assustadoras e, quanto mais profundas forem, mais nos permitem alcançar o nosso maior potencial. Em vez de evitar a dor, ensine as crianças a passarem por ela, a aprenderem com ela (tudo acontece por alguma razão). E depois, no final do processo, a deixarem-na para trás.

FOCA-TE NO QUE TENS

Ser gratos pelo que temos, mais do que nos focarmos constantemente no que não temos, é o segredo para atrair felicidade. É acordar de manhã e agradecer por estarmos vivos e de boa saúde. Apreciar o que comemos, o mundo que criamos para nós, as graças que recebemos a cada momento, todos os dias. Não é errado sonhar com mais - muito diferente de se querer tantas coisas que nem sabemos por onde começar.

DESCOBRE O TEU CAMINHO

Todos os pais desejam o melhor para os filhos e isso implica ser capaz de não sobrecarregá-los com os nossos próprios preconceitos, crenças e pontos de vista - só lhes irá cortar as asas. Se eles lhe fizerem perguntas, pergunte-lhes o que pensam e conversem a partir daí: é uma forma ótima de os ajudar a descobrirem-se. E deixe-os ser curiosos: afinal, é isso que fazem melhor.