4 dicas para solucionar conflitos entre mãe e filha

Os conflitos entre mãe e filha podem intensificar-se, particularmente na fase da adolescência. Conheça as nossas dicas sobre como evitar esses problemas.

À medida que se dá a passagem da infância para a adolescência, os conflitos entre mãe e filha podem intensificar-se e tornar-se um problema frequente no seio familiar.

Na verdade, os choques de gerações ou diferentes formas de ver o mundo em redor, quando somados à imaturidade que impera nestas idades, afastam mães e filhas - por vezes, até que se chegue a um ponto de saturação. Contudo, há boas notícias! Há dicas que pode seguir, de modo a evitar estes conflitos entre mãe e filha. Confira-as de seguida!

4 DICAS PARA RESOLVER CONFLITOS ENTRE MÃE E FILHA

1. ESFORCE-SE PARA MELHORAR A COMUNICAÇÃO

A comunicação deve melhorar de parte a parte. Uma mãe deve falar com calma com a filha e vice-versa, sempre com respeito e sensibilidade, para que a harmonia seja alcançada. Por outro lado, nem só de críticas deve ser feito o discurso de uma mãe, tendo de haver lugar ao reforço positivo também. A filha, por sua vez, deve encarar as recomendações e chamadas de atenção da mãe com mais leveza e compreensão.

2. NÃO PROJETE OS SEUS SONHOS NA SUA FILHA

Por mais que uma mãe tenha sonhos por realizar, não os pode projetar na sua filha. Esta é, na verdade, um ser individual, com as suas próprias aspirações e gostos, que têm de ser respeitados e aceites pela mãe. Assim, oiça a sua filha, conversem as duas, para que saiba do que ela gosta e o que pretende para o seu futuro, orientando-a e não impondo a sua vontade.

3. FAÇA A SUA FILHA SENTIR-SE À VONTADE PARA DESABAFAR CONSIGO

Numa boa relação entre mãe e filha, deve haver abertura suficiente para uma conversa sincera, de pleno amor e confiança. A sua filha deve ver em si a melhor amiga, aquela que não a julgará. Ou seja, deve ouvir a sua filha, procurando entendê-la e guiá-la quando se se sentir no meio de uma encruzilhada. Não a faça sentir só ou com vergonha de lhe contar seja o que for. Deve sempre haver respeito mútuo e confiança para que os conflitos não surjam.

4. PROCURE RESPONSABILIZAR EM VEZ DE CASTIGAR

Quando uma atitude de uma filha é punida pela mãe com um simples castigo, pode causar revolta e efeito contrário ao pretendido. Assim, em vez de aplicar um castigo, responsabilize a sua filha pelos seus atos, mostrando-lhe como os pode reparar. Pode orientá-la nessa tarefa, mas terá de ser ela a corrigir o erro, para que assim aprenda que na vida há regras e que temos de viver com as consequências das nossas atitudes. Por outro lado, a sua filha aprenderá também que é sempre possível voltar atrás desde que haja arrependimento e vontade.

Estas são 4 dicas que lhe deixamos para contornar os conflitos entre mãe e filha. Verá como estes problemas diminuem e a paz pode reinar entre duas pessoas que tanto se amam.