Escola do Sentir 

Numa das nossas aulas, decidimos explorar as coisas que tornam cada uma das nossas crianças especiais, sim, porque todos nós temos alguma coisa verdadeiramente especial cá dentro, todos nós somos singulares e temos um diamante dentro de nós.

Os pais com todo o amor do Mundo que têm para dar aos seus filhos, por vezes, optam pelo caminho que é mais fácil, as tecnologias, isto é, sempre que as crianças estão mais agitadas entregam-lhe "aquele objeto mágico", o tablet, e elas ficam milagrosamente sossegadas por alguns instantes e, assim, os pais não precisam de se preocupar durante esse...

É comum ouvirmos dizer que 'ninguém nasce ensinado', mas, às vezes, somos surpreendidos por mães com uma sensibilidade e uma intuição absolutamente fora do vulgar que, de repente, nos parece que nasceram ensinadas para ser mães!

Ser criança é muitas vezes concebido como um pano de fundo em que tudo parece perfeito, ou pelo menos, quase perfeito... Mas, Ser criança, não é sempre um arco-íris, cheio de cor, de vida e bem-estar, às vezes, ser criança é cinzento, umas vezes mais claro, outras cinzento escuro, quase negro, sem pontos de luz...

Quando os pais começam a desempenhar o seu papel, para além de um bebé, há todo um conjunto de novas personagens que nascem! Em volta de um bebé, há toda uma família que se alinha e re-alinha, há uns pais que se tornam avós, há um irmã que se torna tia, há um amigo que sente saudades, há um casal...

"Mãe tenho medo do escuro", "tenho medo de dormir sozinho", "tenho medo do cão", "tenho medo do teste", "tenho medo do papão", "tenho medo!!!". Quantas vezes, não ouvimos as crianças e até os mais crescidos, replicarem que têm medo. Mas, afinal, qual é a função do medo? Afinal, porque vivemos tantas vezes presos aos medos?

Estamos culturalmente a desviar-nos da nossa essência emocional, ao longo do tempo que passamos com as crianças, vamos apercebendo-nos que lhes é ensinado que não devem sentir raiva. Alguns professores ou pais, ensinam-lhes que sentir raiva é mau, quer para eles, quer para quem está a sua volta. Dizem-nos "aqui na sala de aula não podemos ter...

A grande maravilha quando passamos muito tempo rodeados de crianças, é que voltamos a sentir curiosidade pelas coisas mais pequenas, voltamos a desenvolver um sentido de exploração e de criação que parecia estar esquecido no mais ínfimo de nós. É absolutamente encantador a forma como, quase todas as crianças, são de uma sensibilidade e intuição...