Beatriz Pereira - Blog mais q' Especial

Crescer é a palavra de ordem quando somos crianças. Crescer e aprender. Mas penso que a palavra de ordem deveria ser mesmo "Viver". Viver o presente, viver as experiências, viver as descobertas, viver as aprendizagens. Viver com a criança que fomos "para a vida toda". Viver para podermos ser no nosso futuro.

Vivemos num mundo de comparação constante, pelo melhor e pelo pior, de ânsia pelo melhor do melhor...até no que diz respeito à nossa família. Todos queremos que seja a mais bela e a melhor. Sejamos sinceros: quanto tempo já acabamos por perder com a nossa família ao idealizarmos uma perfeita? Valeu a pena?

A tecnologia veio, sem dúvida, revolucionar o tempo, a comunicação em família, a educação e o desenvolvimento das nossas crianças.
Esta ferramenta para muitas crianças tornou-se o "urso de peluche" preferido dos dias de hoje e tem, como em tudo, pontos positivos e negativos.

A ecolália, também conhecida como "a fala do papagaio", consiste na repetição de sons, palavras ou frases. A criança poderá realizar esta repetição imediatamente após ouvir aquilo que lhe é dito (ecolália imediata) ou poderá armazenar no seu cérebro e momentos mais tarde repetir (ecolália tardia).

Para todas as crianças as rotinas são fundamentais e nas necessidades especiais isso não é exceção! As crianças com NE - tal como todas as crianças, e principalmente estas crianças - sentem necessidade de sentir estrutura, organização e de antecipar aquilo que se segue no seu dia-a-dia para se sentirem seguras.

A Hiperatividade e Défice de Atenção pode condicionar o sucesso de uma criança no seu percurso escolar. Sendo uma perturbação que surge na infância e pode perdurar até à fase adulta, reflete-se em sintomas associados ao défice de atenção, ao excesso de atividade motora e à impulsividade.

Antes demais deixem-me explicar porque falo em reconhecer positivamente a criança e não em recompensar. Não estaria totalmente errado visto que ambos os termos envolvem valorizar e gratificar. No entanto, recompensa está muito mais associado a algo tocável, um prémio, uma renumeração. Reconhecimento é constatar, condecorar e permanece na nossa vida...


Sobre a Autora

Mestre em Reabilitação Psicomotora com experiência em intervenção com crianças e idosos. Atua no grande Porto, promovendo e acompanhando o desenvolvimento do indivíduo intervindo no movimento, cognição e emoção ao longo das várias etapas da sua vida, contribuindo assim para o seu progresso e autonomia.  

beatrizpereira.com