Beatriz Pereira - Blog Mais q' Especial

A ecolália, também conhecida como "a fala do papagaio", consiste na repetição de sons, palavras ou frases. A criança poderá realizar esta repetição imediatamente após ouvir aquilo que lhe é dito (ecolália imediata) ou poderá armazenar no seu cérebro e momentos mais tarde repetir (ecolália tardia).

Para todas as crianças as rotinas são fundamentais e nas necessidades especiais isso não é exceção! As crianças com NE - tal como todas as crianças, e principalmente estas crianças - sentem necessidade de sentir estrutura, organização e de antecipar aquilo que se segue no seu dia-a-dia para se sentirem seguras.

A Hiperatividade e Défice de Atenção pode condicionar o sucesso de uma criança no seu percurso escolar. Sendo uma perturbação que surge na infância e pode perdurar até à fase adulta, reflete-se em sintomas associados ao défice de atenção, ao excesso de atividade motora e à impulsividade.

Quem não gosta de uma bela gargalhada? Eu falo por mim...eu A-D-O-R-O ! Está mais que provado cientificamente que rir é, realmente, o melhor remédio...e fazer rir também!
Visto que os adultos são responsáveis por grande parte do desenvolvimento e progresso das crianças pensei que seria interessante para vocês conhecer um pouco mais sobre esta...

O dia 2 de Abril é mais do que o Dia da Mundial da Consciencialização do Autismo. Para mim é o dia Mundial da Consciencialização de que todos sentimos e expressa-mo-nos de forma diferente. Isto não acontece porque uns têm perturbações de desenvolvimento e outros não mas porque somos todos Pessoas diferentes...!

Penso que já lá vai o tempo em que a resposta a esta questão ora balançava para o pai ora balançava para a mãe. Hoje, já sabe-se que o equilíbrio da balança depende da sintonia entre os pais.
Talvez por, ao longo dos últimos anos, a mulher ter ganho uma voz mais ativa entre os homens e na família...

Como psicomotricista nada me dá mais força para ajudar as minhas crianças do que as ouvir dizer "mas eu não vou conseguir". Arregaço ainda mais as mangas perante este medo de falhar e digo-lhes sempre com um sorriso enorme:" Tu consegues tudo! E eu estou aqui para te ajudar!"... eventualmente, no seu tempo, são surpreendidas consigo mesmas

Antes demais deixem-me explicar porque falo em reconhecer positivamente a criança e não em recompensar. Não estaria totalmente errado visto que ambos os termos envolvem valorizar e gratificar. No entanto, recompensa está muito mais associado a algo tocável, um prémio, uma renumeração. Reconhecimento é constatar, condecorar e permanece na nossa vida...

O cérebro humano é um "mundo" gigante e desconhecido, na sua maioria, tal como a Lua ou Marte. Este amiguinho que comanda a nossa ação, a nossa comunicação, a nossa aprendizagem e o nosso comportamento com ligações neuronais, sinapses e, sabe-se lá mais o quê, é o manda-chuva do nosso bem-estar todos os dias. Que poderoso, não? Pelo seu papel...